Pedro Antunes obrigado a desistir depois de uma performance brilhante!

Pedro Antunes continua em alta na Peugeot Rallye Cup Ibérica que prosseguiu no passado fim de semana em Espanha, com a edição de 2018 do Rallye de Ferrol.

O piloto de Torres Vedras vinha de uma vitória renhida no Rali de Castelo Branco e na sua primeira internacionalização pretendia acima de tudo somar o máximo de pontos defendendo a vice liderança da competição monomarca da Peugeot Portugal e Espanha.

Mas sem grandes surpresas e apesar de ser a primeira vez que estava a disputar a prova em piso de asfalto, o piloto navegado por Paulo Lopes entrou com uma toada fortíssima, intrometendo-se na luta pela vitória! Contudo um problema na embraiagem fez o piloto perder muito tempo na penúltima classificativa do 1º dia de prova, acabando por descer a terceiro.

Com o tempo perdido, o extenso segundo dia de prova foi encarado essencialmente para assegurar o lugar mais baixo do pódio, mas uma vez mais o piloto do Peugeot 208 R2 foi ganhando terreno e recuperando muito do tempo perdido estando novamente muito perto de chegar ao lugar mais alto do pódio! Contudo e já com a meta à vista o 208 R2 não colaborou, dando assim um final inglório a toda a equipa com uma desistência após uma prestação brilhante na estreia em Ferrol.

No seu balanço desta 3ª prova do troféu, o piloto com o apoio de Mototorres, Agriloja, AgriPower, Encosta da Vila, Hell, Porão Velho, Xize, Sanus e GD Auto, afirmou que – “um problema mecânico no nosso Peugeot fez com que tivéssemos de desistir, daquele que estava a ser o rali mais difícil que já fiz! Foi um rali totalmente novo para mim mas ainda assim ocupávamos o terceiro lugar a 15 segundos do segundo quando fomos obrigados a desistir!

Ficamos muito satisfeitos com alguns cronos que conseguimos, apesar dos problemas de embraiagem no primeiro dia e de um erro num gancho no segundo dia que fez-nos perder muito tempo para os dois primeiros classificados!

Deixo um obrigado à minha equipa – PT Racing pelo trabalho efetuado, pois não tiveram qualquer culpa na avaria do nosso Peugeot, e também ao meu navegador Paulo Lopes e essencialmente aos nossos patrocinadores”.

Facebooktwittergoogle_plus

Comments

comments